Como já sabemos, no Linux, tudo está configurado como um arquivo. Isso inclui não apenas arquivos de texto, imagens e programas compilados, diretórios, partições e drivers de dispositivos de hardware, etc.

Cada sistema de arquivos contém dois blocos de controle, um contém informações sobre esse sistema de arquivos. Os outros blocos no sistema de arquivos são inodos (Metadados), que contêm informações sobre arquivos e diretórios individuais (Nome do arquivo, Tipos de arquivo, Permissão, Nome do proprietário, Nome do grupo, Tamanho, Carimbos de hora, Tempo de exclusão, link rígido e link flexível, localização , Etc.,.)

O número do Inode também chamado de número de índice, contém parâmetros acima.

Existem muitos tipos de sistemas de arquivos Linux disponíveis como ext, ext2, ext3, ext4, hpfs, iso9660, JFS, minix, msdos, ncpfs nfs, ntfs, proc, Reiserfs, smb, sysv, umsdos, vfat, XFS, xiafs, etc., .

Há uma semana, adicionamos novos discos rígidos a um dos nossos servidores clientes e montamos com sucesso. Ao montar um disco rígido, precisamos mencionar o tipo de sistema de arquivos que já está presente no sistema. Eu tentei alguns comandos que eu já conheço para obter os detalhes sobre o tipo de sistema de arquivos. Então, finalmente decidi preparar isso como um artigo para ajudar os outros a encontrar facilmente o tipo de sistema de arquivos.

Eu fiz uma pequena pesquisa no google antes de publicar este artigo para adicionar mais método que eu não conheço. Neste artigo, vamos mostrar-lhe, nove maneiras de obter um tipo de sistema de arquivos no Linux.

Método-1: usando o comando df

O comando df é um Disk Filesystem que fornece informações de uso de espaço em disco de seus sistemas de arquivos. Use a opção -T com o comando df para obter um tipo de sistema de arquivos.

# df -khT
Filesystem     Type   Size  Used Avail Use% Mounted on
/dev/sda3      ext4    99G   22G   73G  23% /
tmpfs          tmpfs  1.9G     0  1.9G   0% /dev/shm
/dev/sda1      ext4   477M  128M  325M  29% /boot
/dev/sda2      ext4   295G  166G  115G  60% /home
/usr/tmpDSK    ext3   3.6G   73M  3.4G   3% /tmp

Método 2: usando o comando de montagem

O comando mount monta um dispositivo de armazenamento ou sistema de arquivos, tornando-o acessível e anexando-o a uma estrutura de diretório existente.

# mount | grep "/dev"
/dev/sda3 on / type ext4 (rw,usrjquota=quota.user,jqfmt=vfsv0)
devpts on /dev/pts type devpts (rw,gid=5,mode=620)
tmpfs on /dev/shm type tmpfs (rw,rootcontext="system_u:object_r:tmpfs_t:s0")
/dev/sda1 on /boot type ext4 (rw)
/dev/sda2 on /home type ext4 (rw,usrjquota=quota.user,jqfmt=vfsv0)
/usr/tmpDSK on /tmp type ext3 (rw,noexec,nosuid,loop=/dev/loop0)

Método-3: Obter detalhes do arquivo / etc / fstab

Basta imprimir o arquivo /etc/fstab no terminal para identificar seu tipo de sistema de arquivos Linux. Contém o nome do ponto de montagem, o tipo filleystem, as opções de montagem.

# cat /etc/fstab

UUID=24263d9b-96f1-4b4c-a4b1-e84a91af31d1       /       ext4    usrjquota=quota.user,jqfmt=vfsv0        1       1
UUID=f21edf29-e9d2-45d0-a1bf-f7c0a6d6deab /boot                   ext4    defaults        1 2
UUID=7e87d2bd-af20-482f-a935-bebc5ef09dad       /home   ext4    usrjquota=quota.user,jqfmt=vfsv0        1       2
tmpfs                   /dev/shm                tmpfs   defaults        0 0
devpts                  /dev/pts                devpts  gid=5,mode=620  0 0
sysfs                   /sys                    sysfs   defaults        0 0
proc                    /proc                   proc    defaults        0 0
UUID=e9ac2ab4-56f2-48ad-a7aa-2aca8bd35c0a  none  swap  sw 0  0
/usr/tmpDSK             /tmp                    ext3    defaults,noauto        0 0

Método 4: usando o comando fsck

O fsck é usado para verificar e, opcionalmente, reparar um ou mais sistemas de arquivos Linux. Use a opção -Ncom fsck para imprimir as informações do tipo do sistema de arquivos em vez da verificação do sistema de arquivos (Não execute e mostre somente a saída).

# fsck -N /dev/sda1
fsck from util-linux-ng 2.17.2
[/sbin/fsck.ext4 (1) -- /boot] fsck.ext4 /dev/sda1

# fsck -N /dev/sda2
fsck from util-linux-ng 2.17.2
[/sbin/fsck.ext4 (1) -- /home] fsck.ext4 /dev/sda2

# fsck -N /dev/sda3
fsck from util-linux-ng 2.17.2
[/sbin/fsck.ext4 (1) -- /] fsck.ext4 /dev/sda3

Método 5: Usando o comando do arquivo

Comando de arquivo usado para determinar o tipo de arquivo. Use a opção -s com o arquivo para imprimir as informações do tipo de sistema de arquivos.

# file -sL /dev/sda1
/dev/sda1: Linux rev 1.0 ext4 filesystem data (needs journal recovery) (extents) (huge files)

# file -sL /dev/sda2
/dev/sda2: Linux rev 1.0 ext4 filesystem data (needs journal recovery) (extents) (large files) (huge files)

# file -sL /dev/sda3
/dev/sda3: Linux rev 1.0 ext4 filesystem data (needs journal recovery) (extents) (large files) (huge files)

Método 6: usando o comando dividido

Parted é um programa para manipular partições de disco. Ele suporta vários formatos de tabelas de partição, incluindo MS-DOS e GPT. Use a opção -l para listar o layout da partição em todos os dispositivos de bloco.

# parted -l
Model: Msft Virtual Disk (scsi)
Disk /dev/sda: 429GB
Sector size (logical/physical): 512B/4096B
Partition Table: msdos

Number  Start   End    Size   Type     File system  Flags
 1      1049kB  525MB  524MB  primary  ext4         boot
 2      525MB   322GB  321GB  primary  ext4
 3      322GB   429GB  107GB  primary  ext4

Método 7: usando o comando lsblk

Lsblk lista informações sobre todos os dispositivos de bloco disponíveis ou especificados. O comando lsblk lê o sistema de arquivos sysfs e udev db para coletar informações.

# lsblk -f
NAME   FSTYPE LABEL UUID                                 MOUNTPOINT
loop0  ext3         2a681ef6-4566-4205-9446-4e56c53272e8 /tmp
sda
├─sda1 ext4         f21edf29-e9d2-45d0-a1bf-f7c0a6d6deab /boot
├─sda2 ext4         7e87d2bd-af20-482f-a935-bebc5ef09dad /home
└─sda3 ext4         24263d9b-96f1-4b4c-a4b1-e84a91af31d1 /
sr0

Método 8: usando o comando blkid

O programa blkid é a interface de linha de comando que localiza / imprime informações do dispositivo do bloco (por exemplo, sistema de arquivos ou troca).

# blkid /dev/sda1
/dev/sda1: UUID="f21edf29-e9d2-45d0-a1bf-f7c0a6d6deab" TYPE="ext4"

# blkid /dev/sda2
/dev/sda2: UUID="7e87d2bd-af20-482f-a935-bebc5ef09dad" TYPE="ext4"

# blkid /dev/sda3
/dev/sda3: UUID="24263d9b-96f1-4b4c-a4b1-e84a91af31d1" TYPE="ext4"

Cfdisk é um programa baseado em curses para particionar qualquer dispositivo de bloco. Exibe ou manipula uma informação da tabela de partição do disco.

# cfdisk 
                                 Disk: /dev/sda
               Size: 40 GiB, 42949672960 bytes, 83886080 sectors
                       Label: dos, identifier: 0x6ad96b19

    Device       Boot      Start       End  Sectors Size Id Type
>>  /dev/sda1    *          2048  79691775 79689728  38G 83 Linux               
    /dev/sda2           79693822  83884031  4190210   2G  5 Extended
    └─/dev/sda5         79693824  83884031  4190208   2G 82 Linux swap / Solaris





 ┌────────────────────────────────────────────────────────────────────────────┐
 │ Partition type: Linux (83)                                                 │
 │     Attributes: 80                                                         │
 │     Filesystem: ext4                                                       │
 │Filesystem UUID: a0ee5533-e698-4359-9ddf-9ccf8679b5ec                       │
 │     Mountpoint: / (mounted)                                                │
 └────────────────────────────────────────────────────────────────────────────┘
     [Bootable]  [ Delete ]  [  Quit  ]  [  Type  ]  [  Help  ]  [  Write ]
     [  Dump  ]

                  Quit program without writing partition table

Anúncios