Router – TP-LINK Model No. TL-WR841N / TL-WR841ND

AJUDA SOBRE INFORMAÇÕES

——————————-

CLIQUE EM PASSO A PASSO PARA CONFIGURAR O ROTEADOR PELA PRIMEIRA VEZ.

——————————-

A página de Informações exibe o estado atual das interfaces de rede do Roteador e as suas respectivas configurações. Segue abaixo resumo das principais informações exibidas nesta página:

192.168.1.1

LAN – Os seguintes parâmetros se aplicam para a porta LAN do Roteador. Você pode configurá-los na página Interface LAN/WAN -> LAN .

  • Endereço MAC – Endereço físico do Roteador, como visto da.
  • Endereço IP – Endereço IP da LAN do Roteador.
  • Máscara de Sub-rede – Máscara de sub-rede associada com o endereço IP da LAN.

Wireless – Estas são as configurações atuais ou a informação para Wireless. Você pode configurá-los na página Wireless -> Configurações.

  • Interface de rádio – Indica se a interface Wireless do Roteador está habilitada ou desabilitada.
  • Nome da rede Wireless (SSID) – SSID da rede Wireless do Roteador.
  • Canal – Canal atual da interface Wireless que está em uso.
  • Modo – Modo de operação atual da interface Wireless que está em uso.
  • Largura do Canal – A largura de banda em uso no canal de transmissão Wireless.
  • Taxa Máxima de Transmissão – Velocidade máxima de transmissão da rede Wireless.
  • Endereço MAC – Endereço físico da interface Wireless do Roteador.
  • Estado do WDS – Exibe o estado da conexão WDS da interface wireless do roteador. Init: Conexão WDS está desligada; Scan:Roteador está tentando localizar o ponto de acesso; Auth:Roteador está tentando se autenticar ao ponto de acesso; Assoc: Roteador está tentando se associar ao ponto de acesso;Run: Conexão realizada com sucesso.

WAN – Os seguintes parâmetros se aplicam para as portas WAN do Roteador. Você pode configurá-los na página Interface LAN/WAN -> WAN.

  • Endereço MAC – Endereço físico da porta WAN, como visto da Internet.
  • Endereço IP – Endereço IP atual da interface WAN/Internet. Este campo será vazio (ou 0.0.0.0) se o endereço IP é atribuído dinamicamente e não há conexão com a Internet.
  • Máscara de Sub-rede – Máscara de sub-rede associada com o Endereço IP da WAN.
  • Gateway Padrão – Gateway usado atualmente pelo Roteador. Quando você usar a opção IP Dinâmico como tipo de conexão, o botão Renovar será exibido. Clique neste botão para obter novos parâmetros IP dinâmicos do Provedor de Internet. Se algum endereço IP estiver em uso, o botão Liberar será exibido. Clique neste botão para liberar o endereço IP que o Roteador obteve do Provedor de Internet.
  • Servidor DNS – Endereços IP do Servidor DNS usados atualmente pelo Roteador. Geralmente, o primeiro Servidor DNS disponível é utilizado.
  • Tempo Online – Período de tempo em que você está conectado. Quando você usa PPPoE como tipo de conexão WAN, o tempo de conexão é exibido aqui. Clique no botão Conectar ou no botão Desconectar para se conectar/desconectar à Internet.

Conexão Secundária – Se você usar um tipo de conexão extra para conectar em uma rede de área local fornecida pelo Provedor de Internet, as informações serão exibidas na tela.

Estatísticas de Tráfego – Exibe informações sobre o tráfego de pacotes na rede.

  • Enviados (Bytes) – Tráfego contado em bytes que foi enviado pela porta WAN.
  • Enviados (Pacotes) – Tráfego contado em pacotes que foi enviado pela porta WAN.
  • Recebidos (Bytes) – Tráfego contado em bytes que foi recebido pela porta WAN.
  • Recebidos (Pacotes) – Tráfego contado em pacotes que foi recebido pela porta WAN.

Sistema ativo – A duração do tempo desde a utilização ou a reinicialização do Roteador.

Clique no botão Atualizar para obter o último estado das configurações do Roteador.

AJUDA SOBRE O PASSO A PASSO

Com este guia, você poderá configurar os parâmetros básicos de seu roteador para acessar a internet. Embora você não esteja familiarizado com este produto, é possível realizar as configurações facilmente. Caso possua mais experiência, é possível utilizar os menus ao lado para realizar as configurações de forma avançada.

Clique no botão Avançar para continuar, ou no botão Sair para voltar a página de Informações.

AJUDA SOBRE WPS / QSS

O protocolo QSS/WPS irá lhe ajudará a adicionar um novo computador à sua rede sem fios rapidamente, e com segurança. Se o novo computador suportar o protocolo padrão WPS e for equipado com um botão de configuração, você poderá adicioná-lo à rede primeiro apertando seu botão de conexão, para em seguida apertar o botão QSS localizado na parte traseira do Roteador. O Estado do LED no Roteador irá acender a luz verde por cinco minutos se o dispositivo for adicionado com sucesso. Se o novo dispositivo suportar o protocolo WPS usando apenas um código PIN, você poderá adicioná-lo à rede do roteador entrando o código PIN do Roteador nas configurações de conexão da rede sem fios.

  • Estado – Habilita ou desabilita o protocolo WPS/QSS.
  • PIN Atual – O valor atual do PIN do Roteador exibido aqui. O estado do PIN do Roteador pode ser encontrado na etiqueta ou no Manual de Usuário.
  • Restaurar PIN – Restaurar o PIN do Roteador para seu valor padrão.
  • Novo PIN – Clique neste botão para obter um novo valor aleatório para o PIN do Roteador. Você pode garantir a segurança da rede gerando um novo PIN.
  • Adicionar novo Computador – Você pode adicionar um novo computador em sua rede sem fios clicando neste botão.

Nota: A ferramenta WPS/QSS não pode ser configurada se a Interface de rádio Wireless do Roteador estiver desabilitada. Por favor tenha certeza que esta interface está habilitada antes de configurar o WPS/QSS.

AJUDA SOBRE INTERFACE LAN

Você pode configurar os parâmetros IP da interface LAN nesta página.

  • Endereço MAC – O endereço físico das portas LAN, como visto da rede local. O valor não pode ser alterado.
  • Endereço IP – Digite ou altere o Endereço IP do seu Roteador em anotação decimal com separador de pontos. O endereço padrão de fábrica é 192.168.1.1.
  • Máscara de Sub-rede – Digite uma máscara de sub-rede para determinar o tamanho da rede local. A máscara padrão é255.255.255.0.

Nota:

  1. Se você alterar o endereço IP da interface LAN, você deverá usar o novo endereço IP para conectar-se novamente no Roteador.
  2. Se o novo endereço IP da interface LAN que você estabelecer não for igual à mesma sub-rede anterior, a faixa do endereços IP do servidor DHCP será configurado automaticamente, mas o servidor Virtual e o computador DMZ não irão funcionar até que eles sejam reconfigurados.

Clique no botão Salvar para armazenar as alterações.

AJUDA SOBRE INTERFACE LAN

Você pode configurar os parâmetros IP da interface LAN nesta página.

  • Endereço MAC – O endereço físico das portas LAN, como visto da rede local. O valor não pode ser alterado.
  • Endereço IP – Digite ou altere o Endereço IP do seu Roteador em anotação decimal com separador de pontos. O endereço padrão de fábrica é 192.168.1.1.
  • Máscara de Sub-rede – Digite uma máscara de sub-rede para determinar o tamanho da rede local. A máscara padrão é255.255.255.0.

Nota:

  1. Se você alterar o endereço IP da interface LAN, você deverá usar o novo endereço IP para conectar-se novamente no Roteador.
  2. Se o novo endereço IP da interface LAN que você estabelecer não for igual à mesma sub-rede anterior, a faixa do endereços IP do servidor DHCP será configurado automaticamente, mas o servidor Virtual e o computador DMZ não irão funcionar até que eles sejam reconfigurados.

Clique no botão Salvar para armazenar as alterações.

AJUDA SOBRE INTERFACE WAN

Se você não souber como escolher o tipo de conexão apropriada, clique no botão Detectar para permitir que o Roteador identifique automaticamente a conexão de Internet que você utiliza. O tipo de conexão será relatado quando um serviço ativo de Internet é detectado com sucesso pelo Roteador. Para ter certeza que o tipo de conexão fornecido pelo seu Provedor de Internet, por favor entre em contato com seu Provedor de Internet.

Referente aos parâmetros de configuração utilizados para a opção IP Dinâmico:

Endereço IP – O endereço IP atribuído dinamicamente pelo seu Provedor de Internet.

Máscara de Sub-rede – A máscara de sub-rede atribuída dinamicamente pelo seu Provedor de Internet.

Gateway Padrão – O gateway padrão atribuído dinamicamente pelo seu Provedor de Internet.

 

Clique no botão Renovar para renovar os parâmetros IP do seu Provedor de Internet .

Clique no botão Liberar para liberar os parâmetros IP do seu Provedor de Internet .

Tamanho MTU (em bytes) – O valor normal MTU (Unidade de Transmissão Máxima)para a maioria das redes Ethernet é de 1500 Bytes. Para alguns Provedores de Internet você precisa modificar o MTU. Mas isso exigido raramente, e não deve ser feito a menos que você tenha certeza da necessidade para a sua conexão Provedor de Internet .

Se o seu Provedor de Internet lhe der um ou dois endereços IP de DNS, selecione Use estes servidores DNS e entre com DNS PrimárioDNS Secundário nos campos corretos. Senão, os servidores DNS serão alocados dinamicamente no Provedor de Internet .

DNS Primário – Entre com o endereço IP DO DNS na anotação decimal com separador de pontos fornecido pelo seu Provedor de Internet .

DNS Secundário – Entre com outro endereço IP do DNS na anotação decimal com separador de pontos fornecido pelo seu Provedor de Internet .

Nota: Se você tem um Endereço sem erro encontrado quando você acessa um Website, parece que seus servidores DNS são preparados impropriamente. Você deve entrar em contato com seu Provedor de Internet para obter endereços do servidor DNS .

Nome de Computador – Esta opção especifica o Nome do Computador do Roteador.

Obter IP com Unicast DHCP – Poucos servidores DHCP dos Provedores de Internet não suportam as aplicações de transmissão. Se você não puder obter normalmente o Endereço IP , você poderá escolher o Unicast. (Geralmente você não precisa verificar esta opção).

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

AJUDA SOBRE CLONAR MAC

A função Clonar MAC é utilizada para copiar o endereço físico (MAC) da placa de rede deste computador (que está acessando estas configurações neste momento) para a interface WAN do roteador. Normalmente, este procedimento é necessário para que o roteador possa se conectar em links da NET Vírtua, onde utilizam-se servidores de IP dinâmico para fornecimento de acesso à internet, ou se o seu provedor de internet exije que você registre um endereço MAC de acesso à internet.

Endereço MAC – WAN – Este campo exibe o endereço atual do endereço MAC da interface WAN do roteador. Se você utiliza um link de internet da NET Vírtua, ou se o seu Provedor de Internet exije que você registre um endereço MAC, por favor digite o endereço MAC neste campo. O formato para o Endereço MAC é XX-XX-XX-XX-XX-XX (onde X pode ser qualquer dígito hexadecimal(0-9, A-F)).

Endereço MAC – Computador – Este campo exibe o endereço MAC do computador que está acessando esta tela de configuração neste momento. Se o endereço MAC deste computador for registrado, você poderá clicar no botão Clonar MAC para copiar o endereço deste computador para a interface WAN do roteador.

Clique em Restaurar MAC de Fábrica para restaurar o endereço MAC da porta WAN para o seu valor original.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações realizadas.

Nota:

  1. Apenas computadores conectados à rede local do roteador podem usar o recurso Clonar MAC.
  2. Se você alterar o campo Endereço MAC – WAN quando o tipo de conexão é PPPoE, as alterações terão efeito somente após o reinício do sistema.

AJUDA SOBRE DHCP – CONFIGURAÇÕES

Por padrão de fábrica, o Roteador está habilitado como um servidor DHCP (Protocolo de Configuração do Computador Dinâmico), que configura automaticamente o protocolo TCP/IP para todas as estações que estiverem conectadas à interface LAN do Roteador.

  • Servidor DHCP – Desabilitado ou Habilitado. Por padrão, o servidor DHCP está habilitado para configurar automaticamente o endereço IP de cada computador conectado à interface LAN do roteador. Se o servidor DHCP for desabilitado, será necessário ter um outro servidor DHCP conectado na rede local, caso contrário as configurações do protocolo TCP/IP deverão ser feitas manualmente.
  • Primeiro Endereço IP – Este campo especifica o primeiro endereço na faixa de endereços a serem distribuídos automaticamente.
  • Último Endereço IP – Este campo especifica o último endereço na faixa de endereços a serem distribuídos automaticamente.
  • Tempo de Renovação do Endereço – período em que um usuário da rede estará autorizado a utilizar o mesmo Endereço IP atribuído pelo servidor DHCP. Após este período, o endereço IP de todos os computadores será renovado. O limite máximo de tempo de renovação é de 2880 minutos (48 horas). Valor padrão é de 120 minutos (2 horas).
  • Gateway Padrão – (Opcional) Define a atribuição automática do endereço IP de conexão à internet para todos os computadores. Normalmente utiliza-se o mesmo endereço IP utilizado pela interface LAN do roteador. Por padrão de fábrica, este endereço é 192.168.1.1.
  • Domínio Padrão – (Opcional) Digite o nome do domínio da sua rede para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.
  • DNS Primário – (Opcional) Digite o endereço IP do servidor DNS fornecido pelo seu Provedor de Internet para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.
  • DNS Secundário – (Opcional) Digite o endereço IP do servidor DNS fornecido pelo seu Provedor de Internet para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.

Nota: Para usar a função do servidor DHCP do Roteador, você deverá configurar o protocolo TCP/IP de todos os computadores conectados na rede local para Obter um Endereço IP automaticamente.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações realizadas.

AJUDA SOBRE DHCP – CONFIGURAÇÕES

Por padrão de fábrica, o Roteador está habilitado como um servidor DHCP (Protocolo de Configuração do Computador Dinâmico), que configura automaticamente o protocolo TCP/IP para todas as estações que estiverem conectadas à interface LAN do Roteador.

  • Servidor DHCP – Desabilitado ou Habilitado. Por padrão, o servidor DHCP está habilitado para configurar automaticamente o endereço IP de cada computador conectado à interface LAN do roteador. Se o servidor DHCP for desabilitado, será necessário ter um outro servidor DHCP conectado na rede local, caso contrário as configurações do protocolo TCP/IP deverão ser feitas manualmente.
  • Primeiro Endereço IP – Este campo especifica o primeiro endereço na faixa de endereços a serem distribuídos automaticamente.
  • Último Endereço IP – Este campo especifica o último endereço na faixa de endereços a serem distribuídos automaticamente.
  • Tempo de Renovação do Endereço – período em que um usuário da rede estará autorizado a utilizar o mesmo Endereço IP atribuído pelo servidor DHCP. Após este período, o endereço IP de todos os computadores será renovado. O limite máximo de tempo de renovação é de 2880 minutos (48 horas). Valor padrão é de 120 minutos (2 horas).
  • Gateway Padrão – (Opcional) Define a atribuição automática do endereço IP de conexão à internet para todos os computadores. Normalmente utiliza-se o mesmo endereço IP utilizado pela interface LAN do roteador. Por padrão de fábrica, este endereço é 192.168.1.1.
  • Domínio Padrão – (Opcional) Digite o nome do domínio da sua rede para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.
  • DNS Primário – (Opcional) Digite o endereço IP do servidor DNS fornecido pelo seu Provedor de Internet para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.
  • DNS Secundário – (Opcional) Digite o endereço IP do servidor DNS fornecido pelo seu Provedor de Internet para que ele seja distribuido automaticamente pelo servidor DHCP do roteador.

Nota: Para usar a função do servidor DHCP do Roteador, você deverá configurar o protocolo TCP/IP de todos os computadores conectados na rede local para Obter um Endereço IP automaticamente.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações realizadas.

AJUDA SOBRE DHCP – LISTA DE CLIENTES

Esta página exibe informações relacionadas aos computadores que estão conectados ao roteador. As informações exibidas são: Nome do ClienteEndereço MACIP Atribuído e Tempo de Renovação.

  • Nome do Cliente – nome da estação conectada.
  • Endereço MAC – endereço MAC da estação conectada.
  • Atribuído IP – endereço IP da estação conectada (definido pelo servidor DHCP).
  • Tempo de Renovação – período que resta para que o endereço IP seja renovado.

Não é possível alterar nenhum parâmetro nesta página. Para atualizar as informações e exibir as estações atualmente conectadas, clique no botão Atualizar.

AJUDA SOBRE DHCP – RESERVA DE ENDEREÇOS

Nesta página é possível especificar um endereço IP a ser reservado para um computador na interface local do roteador. Este computador receberá sempre o mesmo endereço IP a cada vez que se conectar ao roteador. Os endereços IP reservados poderão ser atribuídos aos servidores que exigem configurações permanentes de IP, como Câmeras IP, servidores de impressão, ou outros servidores que disponibilizam acesso remoto às suas aplicações.

Para Reservar Endereços IP, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar para criar uma nova entrada.
  2. Na página seguinte, digite o Endereço MAC do computador/dispositivo de rede para o qual deseja reservar um endereço IP – o formato para o Endereço MAC é XX-XX-XX-XX-XX-XX.
  3. Digite o Endereço IP que deseja reservar ao endereço MAC acima definido – o formato para o endereço IP é XXX.XXX.XXX.XXX.
  4. Clique no botão Salvar para armazenar a nova entrada.

A lista de endereços reservados pode ser visualizada da seguinte forma:

  • Endereço MAC – O Endereço MAC do computador que se deseja reservar um endereço IP.
  • Endereço IP Reservado – O Endereço IP que o Roteador reservou.
  • Estado – Mostra se a entrada é habilitada ou não.
  • Modificar – Para modificar ou apagar uma entrada existente.

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Apagar todos para deletar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

Nota: As mudanças só terão resultado após o reinicio do sistema.

AJUDA SOBRE DIRECIONAR PORTAS – SERVIDORES VIRTUAIS

Os servidores virtuais podem ser criados para permitir com que serviços e aplicações de servidores conectados em sua rede local sejam acessíveis pela Internet. Um servidor virtual é definido como uma porta de serviço, e todos os pedidos da Internet para esta porta de serviço serão redirecionados para o computador especificado pelo endereço IP designado deste servidor. Qualquer computador que for usado como um servidor virtual deve ter seu endereço IP configurado manualmente, ou reservado nas configurações do servidor DHCP, visto que a regra criada para o servidor virtual utilizará sempre o mesmo endereço IP.

Para criar uma nova entrada para um servidor virtual, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. Selecione o serviço que você quer usar na lista Porta de Serviço Comum. Se na lista não constar o serviço desejado, digite o número da porta de serviço ou uma série de portas de serviços na caixa Porta de Serviço.
  3. Digite o endereço IP do computador que roda o aplicativo do serviço na caixa Endereço IP.
  4. Selecione o protocolo usado para este aplicativo na caixa deProtocolo. As opções são TCP, UDP, ou Todos.
  5. Selecione a opção Habilitado na lista suspensa Estado.
  6. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Nota: É possível que você tenha um computador ou um servidor que utilize mais de um tipo de serviço (por exemplo, servidor WEB e FTP no mesmo computador). Se assim for, crie duas ou mais novas entradas, digitando portas de serviço distintas para cada regra, e utilize o mesmo endereço IP em ambas.

Na página principal é possível visualizar a lista de servidores virtuais adicionados. As informações exibidas são:

  • Porta de Serviço – exibe os números das portas de serviço utilizadas pela regra.
  • Endereço IP – endereço do computador/servidor rodando o aplicativo do serviço utilizado.
  • Protocolo – protocolo usado para este aplicativo. Pode ser TCP,UDP, ou Todos – todos os protocolos suportados pelo Roteador.
  • Estado – estado de uso da entrada (habilitado ou desabilitado).
  • Modificar – é possível modificar ou apagar uma entrada existente.

Para modificar ou apagar uma entrada existente:

  1. Descubra a entrada desejada na tabela.
  2. Clique em Modificar ou Apagar.

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as entradas criadas.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as entradas criadas.

Clique no botão Apagar todos para deletar todas as entradas.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE DIRECIONAR PORTAS – APLICAÇÕES ESPECIAIS

Algumas aplicações exigem várias conexões de entrada e saída, como jogos na Internet, videoconferência, telefonia pela Internet, entre outros. A ferramenta de Aplicações Especiais permite que algumas destas conexões possam funcionar entre clientes/servidores externos e internos.

Uma vez criadas as entradas para Aplicações Especiais, a operação irá operar da seguinte forma:

  1. Um computador local faz uma conexão de saída com um computador externo usando um número da porta de destino definido no campo Porta de Disparo.
  2. O Roteador registra esta conexão, abre a porta de entrada ou as portas associadas com esta entrada na tabela Porta de Disparo, e as associa com o computador local.
  3. Quando necessário, o computador externo poderá se conectar ao computador local usando uma das portas definidas no campoPorta de Entrada.

Na página principal é possível visualizar as informações da seguinte forma:

  • Porta de Disparo – porta para o tráfego de saída. Uma conexão de saída usando esta porta irá disparar esta regra.
  • Protocolo de Disparo – protocolo usado para as Portas de Disparo, como TCP, UDP, ou Todos (todos os protocolos suportados pelo Roteador).
  • Porta de Entrada – porta ou uma série de portas usadas pelo sistema remoto quando ele responde para o pedido de saída. Uma resposta usando uma destas portas será enviada ao computador que disparou esta regra. Você pode entrar com no máximo 5 grupos de portas (ou seções da porta). Cada grupo de portas deve ser separado com uma vírgula “,”. Por exemplo: 2000-2038, 2046, 2050-2051, 2085, 3010-3030.
  • Protocolo de Entrada – protocolo usado para a Porta de Entrada, como TCP, UDP, ou Todos (todos os protocolos suportados pelo Roteador).
  • Estado – estado de uso desta entrada.
  • Modificar – usado para Modificar ou Apagar uma entrada existente.
  • Aplicações Comuns – Algumas aplicações populares já listadas na lista suspensa do Protocolo de Entrada.

Para adicionar uma nova regra, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. Entre um número da porta usada pela aplicação para enviar um pedido de saída na caixa Porta de Disparo.
  3. Selecione o protocolo usado para a Porta de Disparo da lista suspensa do Protocolo de Disparo, sendo TCPUDP, ou Todos.
  4. Entre a série dos números da porta usados pelo sistema remoto quando ele responde ao pedido do computador na caixa Portas de Entrada.
  5. Selecione o protocolo usado para a série Portas de Entrada da lista suspensa, sendo TCPUDP, ou Todos.
  6. Selecione a opção Habilitado na lista suspensa Estado.
  7. Clique no botão Salvar para armazenar a nova regra.

Há muitas aplicações populares na lista Aplicações Comuns. Você pode selecionar uma aplicação e depois as caixas da Porta de Disparo e das Portas de Entrada serão preenchidas automaticamente. Isso tem o mesmo efeito que adicionar uma nova regra.

Para Modificar ou Apagar uma entrada existente:

  1. Localize a entrada desejada na tabela.
  2. Clique em Modificar ou Apagar como desejado na colunaModificar.

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as entradas.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as entradas.

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página. Clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

Nota:

  1. Quando a conexão de disparo for liberada as portas correspondentes abertas serão fechadas.
  2. Cada regra pode ser usada apenas por um computador na rede local por vez. A conexão de disparo de outros computadores na rede local será recusada.
  3. As séries de Portas de Entrada não podem se sobrepor.

AJUDA SOBRE DIRECIONAR PORTAS – ÁREA DMZ

Uma Área DMZ é aquela na qual o computador fica totalmente exposto na internet, sem restrição ou bloqueio de portas para requisições de conexão vindas de uma área externa. DMZ significa “Zona Desmilitarizada”, que reflete uma área literalmente “não protegida”.

A característica do computador na área DMZ permite com que seus serviços e aplicações sejam todos expostos para acesso através da Internet.

O Roteador envia pacotes de todos os serviços e portas diretametne para um computador localizado na área DMZ. É recomendado que este computador seja protegido por firewall e anti-vírus, para que não seja danificado em caso de ataques externos.

O computador utilizado na área DMZ deve ter a configuração do protocolo TCP/IP realizada manualmente, ou as informações de IP deverão ser atribuídas pelo roteador DHCP através da função de Reserva de Endereços.

Para adicionar um computador ou servidor na área DMZ:

  1. Selecione a opção Habilitado.
  2. Digite o endereço IP do computador/servidor definido para ser o computador exposto na internet, no campo Endereço IP do Computador DMZ.
  3. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

AJUDA SOBRE DIRECIONAR PORTAS – UPNP

O protocolo Universal Plug and Play UPnP permite que os computadores externos acessem recursos de outros computadores ou dispositivos conforme necessário. Os dispositivos UPnP podem ser descobertos automaticamente pelo aplicativo do serviço UPnP na rede local.

O protocolo UPnP pode ser ativado ou desativado através do botãoHabilitar / Desabilitar. Por padrão de configuração, o protocolo UPnP está habilitado.

Informações sobre a operação de dispositivos UPnP pode ser observada na página principal:

  • Descrição – descrição sobre o aplicativo que inicia o pedido UPnP.
  • Porta Externa – porta externa que o Roteador abriu para o aplicativo.
  • Protocolo – tipo de protocolo que foi disponibilizado.
  • Porta Interna – porta interna que o Roteador abriu para o computador local.
  • Endereço IP – endereço IP do computador local que inicia o pedido UPnP.
  • Estado – informa se a função está ativada ou desativada.

Clique no botão Habilitar para ativar o protocolo UPnP.

Clique no botão Desabilitar para desativar o protocolo UPnP.

Clique no botão Atualizar para renovar a lista das configurações atuais UPnP.

AJUDA SOBRE FIREWALL – SEGURANÇA BÁSICA

Você pode definir as Configurações de Segurança Básica do firewall do roteador nesta página.

Firewall – Aqui você pode habilitar ou desabilitar o firewall do Roteador.

  • SPI Firewall – A Inspeção do Estado do Pacote (SPI) ajuda a prevenir ataques de hackers rastreando mais estados por sessão estabelecida (aplicações rodando em rede). Esta inspeção tem como objetivo confirmar a validade do tráfego que está passando pela sessão criada pelo seu respectivo protocolo. O Firewall SPI é habilitado por padrão de fábrica. Se você quer que todos os computadores da rede local fiquem expostos na internet, desative esta função.

VPN – A função VPN Passthrough deverá ser habilitada se você quiser permitir que os túneis de VPN que usam os protocolos PPTP ou L2TP passem livremente pelo Roteador.

  • PPTP Passthrough – Protocolo de Túnel Ponto a Ponto (PPTP). Para permitir que os túneis PPTP passem pelo Roteador, ative esta função.
  • L2TP Passthrough – Protocolo para Tunelamento na Camada de Enlace (L2TP). Para permitir que os túneis L2TP passem pelo Roteador, ative esta função.
  • IPSec Passthrough – Protocolo de Segurança Internet (IPSec). Para permitir que os túneis IPSec passem pelo Roteador, ative esta função.

ALG – É recomendado habilitar o Gateway da Camada de Aplicação (ALG) porque esta função permite que os filtros transversais customizados do protocolo NAT sejam conectados ao gateway para suportar o endereço e a tradução da porta para alguns protocolos de “controle/dados” da camada de aplicação, tais como FTP, TFTP, H323, entre outros.

  • FTP ALG – Para permtir que os clientes FTP e os servidores transfiram dados através do protocolo NAT, ative esta função.
  • TFTP ALG – Para permitir que os clientes TFTP e os servidores transfiram dados através do protocolo NAT, ative esta função.
  • H323 ALG – Para permitir que os clientes que usam o protocolo H323 (aplicações como videoconferência) possam se comunicar através do protocolo NAT, ative esta função.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

AJUDA SOBRE FIREWALL – SEGURANÇA AVANÇADA

Através desta página é possível proteger o Roteador de ataques do tipo DoS (Denial of Service), como ataques de inundação tipo TCP-SYN FloodUDP Flood e ICMP Flood.

Nota: Os Filtros de Inundação TCP-SYN, UDP e ICMP terão efeito apenas quando a função Estatísticas localizada no menu Ferramentas do Sistema estiver habilitada.

  • Intervalo para Análise Estatística (de 5 a 60) – Valor padrão é de 10 segundos. Selecione outro valor entre 5 e 60 segundos caso seja necessário. Este intervalo indica a divisão de tempo para análise das estatísticas dos pacotes trafegados. O resultado das estatísticas é usado para análise das inundações tipo TCP-SYN, UDP e ICMP.

 

  • Proteção DoS (Denial of Service) – Ative esta função para habilitar os filtros de inundação listados.

 

  • Habilitar filtro ICMP – Opção que ativa ou desativa o filtro de ataques de inundação para pacotes ICMP.
  • Limite para pacotes ICMP (de 5 a 3600) – Valor padrão é de 50 pacotes/segundo. Quando o número de Pacotes ICMP ultrapassar o valor estabelecido, o Roteador irábloquear o computador responsável imediatamente.

 

  • Habilitar filtro UDP – Opção que ativa ou desativa o filtro de ataques de inundação para pacotes UDP.
  • Limite para pacotes UDP (de 5 a 3600) – Valor padrão é de 500 pacotes/segundo. Quando o número de Pacotes UDP ultrapassar o valor estabelecido, o Roteador irábloquear o computador responsável imediatamente.

 

  • Habilitar filtro TCP-SYN – Opção que ativa ou desativa o filtro de ataques de inundação para pacotes TCP-SYN.
  • Limite para pacotes TCP-SYN (de 5 a 3600) – Valor padrão é de 50 pacotes/segundo. Quando o número de Pacotes TCP-SYN ultrapassar o valor estabelecido, o Roteador irá bloquear o computador responsável imediatamente.

 

  • Ignorar pacotes PING na interface WAN – Por padrão, esta função está desativada. Quando ativada, pacotes PING oriundos da Internet serão descartados, a fim de evitar ataques de inundação específicos.
  • Proibir pacotes PING na interface LAN – Por padrão, esta função está desativada. Se ativada, pacotes PING da interface LAN serão descartados, a fim de defender o roteador contra ataques de alguns tipos de vírus da rede local.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Clique no botão Listar computadores bloqueados para exibir a tabela do computador que foram bloqueados para acesso à rede (por terem cometido alguma infração nas regras do firewall).

AJUDA SOBRE FIREWALL – GESTÃO LOCAL

Esta página permite controlar o acesso dos computadores da rede local de acessarem esta página de configurações ao Roteador.

Por padrão de fábrica, todos os computadores da rede local estão autorizados a acessarem esta página de configurações.

Entretanto, é possível restringir este acesso, a fim de proteger a rede local contra possíveis problemas relacionados, como gestão indevida das configurações por pessoas não autorizadas.

Para restringir o acesso para um ou até quatro computadores, selecione a opção Apenas os computadores listados abaixo podem configurar o roteador em nível de Administração, e em seguida digite cada endereço físico (MAC) dos computadores que terão permissão de acesso nos campos abaixo. O formato para digitar os endereços MAC é XX-XX-XX-XX-XX-XX (onde X é qualquer dígito hexadecimal, entre A-F e 0-9).

Apenas os computadores com os endereços MAC cadastrados poderão utilizar a senha de administração para acessar estas páginas de configuração. Demais computadores serão bloqueados.

Clique no botão Adicionar, para cadastrar automaticamente o endereço MAC deste computador.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Nota: Caso seu computador for bloqueado e você quiser acessar as configurações do Roteador novamente, será necessário reiniciar fisicamente as configurações de fábrica do Roteador. Para isso, utilize um clipe de papel para apertar e segurar o botão de RESET do roteador localizado no painel traseiro por 5 segundos.

AJUDA SOBRE FIREWALL – GESTÃO REMOTA

Esta página permite controlar o acesso remoto às configurações de seu Roteador, ou seja, é possível permitir com que estas configurações sejam acessadas através da Internet.

  • Porta de Gestão HTTP – O acesso para esta interface WEB utiliza normalmente a porta do serviço padrão 80 – HTTP. Este número também é utilizado para definir o acesso remoto às configurações do Roteador. Para maior segurança, você pode alterar a porta HTTP de gestão para um número difente, como 888080 ou 8888(recomendados).

 

  • IP para Acesso Remoto – Por padrão de fábrica, o número de IP0.0.0.0 define que esta função esteja desativada. Para ativar esta função, altere este endereço para um que seja válido (IP de internet). Neste campo, você deve digitar o endereço IP do link de internet que está conectando o computador que tem permissão para acessar remotamente estas configurações. Se digitar 255.255.255.255, todos os computadores que estiverem conectados à internet poderão acessar estas configurações, desde que tenham o Nome de Usuário e Senha de acesso.

Caso necessite ativar esta função, para acessar as configurações do Roteador remotamente você deverá digitar – a partir do computador remoto – o endereço IP da interface WAN deste Roteador. Caso altere o número da Porta de Gestão HTTP, você deve digitar o endereço IP de acesso remoto seguido de dois pontos e o número da porta HTTPque foi definida.

Por exemplo, se o endereço da interface WAN de seu roteador é202.96.12.8 e você definir o número da porta HTTP para 8080, então você deverá digitar o endereço http://202.96.12.8:8080 para obter acesso remoto a estas configurações. Será pedido a você que entre com o Nome de Usuário e Senha de acesso.

Nota:

  1. Recomendamos que a senha padrão ‘admin’ de acesso a estas configurações seja alterada.
  2. Se a porta de gestão HTTP entrar em conflito com aquela usada para uma entrada das configurações de Servidor Virtual, a entrada será automaticamente desabilitada depois que estas configurações forem salvas.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE PAIS

Esta ferramenta permite controlar as atividades na internet dos computadores que estão conectados ao roteador, podendo limitar o acesso para páginas específicas (controle de Domínio) e restringir o tempo de navegação (controle de Tempo).

  • Controle de Pais – Por padrão de fábrica, esta ferramenta está desabilitada. Para ativar o controle de pais, selecione a opçãoHabilitar.
  • Endereço MAC computador Responsável – Digite o endereço físico (MAC) do computador do responsável pelo controle das configurações de acesso, sendo que o mesmo não entrará nas regras de restrição estabelecidas. Clique no botão Copiar Acimapara copiar o Endereço MAC deste computador para o campo designado.
  • Endereço MAC deste computador – Este campo exibe o endereço MAC do computador que está gerenciando o Roteador. O endereço MAC exibido no momento é deste computador.
  • Descrição dos Domínios – Descrição das páginas que foram permitidas para o computador controlado.
  • Horário – O período de tempo permitido para o computador controlado acessar a Internet e as respectivas páginas permitidas. Para informações detalhadas das configurações de horário, por favor clique nas opções Controle de Acesso > Horários localizadas no menu ao lado.
  • Modificar – É possível Editar ou Apagar uma entrada previamente criada.

Exemplo de aplicação: Se você desejar definir que o computador de seu filho (endereço MAC 00-11-22-33-44-AA) possa acessarsomente aos Sábados a página http://www.cartoonnetwork.com.br, enquanto que seu computador (endereço MAC 99-88-77-66-55-BB) fique sem restrição de acesso, siga as orientações abaixo:

  1. Digite o endereço MAC de seu computador 99-88-77-66-55-BBno campo Endereço MAC computador Responsável.
  2. Clique em Controle de Acesso > Horários localizado no menu esquerdo para entrar na página das configurações de Horário das regras de controle do roteador. Clique no botão Adicionarpara criar um novo horário com descrição Horário_1, dia selecionado manualmente Sáb e período “O dia todo (24 horas)”.
  3. Após definir as configurações de Horário, retorne a esta página clicando em Controle de Pais. Então:
  • Clique no botão Adicionar.
  • Digite 00-11-22-33-44-AA no campo Endereço MAC computador Controlado.
  • Digite um nome no campo Descrição dos Domínios. Exemplo: Cartoon Network.
  • Digite http://www.cartoonnetwork.com.br no primeiro campo da lista Domínios permitidos.
  • Em Período, selecione a opção Horário_1 que você acabou de criar.
  • Em Estado, selecione a opção Habilitado.
  • Clique no botão Salvar para completar as configurações.

Ao finalizar as configurações, você retornará a página de Controle de Pais e visualizará a seguinte tabela:

ID Endereço MAC Descrição dos Domínios Período Estado Modificar
1 00-11-22-33-44-AA Cartoon Network Horário_1 Habilitado Editar/Apagar

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as regras na lista.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as regras na lista.

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – REGRAS

O Roteador fornece uma função de controle de acesso à internet robusto e adequado, que pode controlar as atividades na internet dos computadores conectados na rede local. Ainda, é possível combinar flexivelmente informações de EstaçõesAlvos e Horários para restringir a navegação destes computadores à Internet.

Por exemplo: Se você deseja permitir o computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA acessar o site http://www.google.com.brapenas das 18:00 às 20:00 aos Sábados e Domingos, e proibiroutros computadores da rede local de acessar a Internet, você deverá seguir as configurações abaixo:

  1. Clique em Estações do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de cadastro de computadores. Adicione uma nova entrada cuja descrição do computador seja Computador_1 e o endereço MAC 00-11-22-33-44-AA. As informações aqui representam a fonte de origem da regra.
  2. Clique em Alvos do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de cadastro de alvos. Adicione uma nova entrada com a descrição Alvo_1 e o nome do domíniohttp://www.google.com.br. As informações aqui representam a fonte de destino da regra.
  3. Clique em Horários do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de configurações de horários. Adicione uma nova entrada com a descrição Horario_1, selecione os diasSáb e Dom, defina nos campos Período Inicial 18:00 e Período Final 20:00. As informações aqui representam o tempo de atividade da regra.
  4. Clique em Regra do menu Controle de Acesso à esquerda para retornar para a página central de Regras. Selecione a opçãoHabilitar Controle de Acesso à Internet e marque o item“Negar o tráfego de pacotes não especificados pelas políticas de controle de acesso”.
  5. Clique no botão Adicionar para adicionar uma nova regra como segue:
  • No campo Nome da Regra, defina um nome para a nova regra criada, como Regra_1.
  • No campo Estação, selecione Computador_1.
  • No campo Alvo, selecione Alvo_1.
  • No campo Horário, selecione Horario_1.
  • No campo Ação, selecione Permitir.
  • No campo Estado, selecione Habilitado.
  • Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Ao retornar à página principal, será possível visualizar as seguintes informações:

ID Nome da Regra Computador Alvo Horário Ação Estado Modificar
1 Regra_1 Computador_1 Alvo_1 Horario_1 Permitir Habilitado Editar/Apagar

Nesta tela é possível visualizar as seguintes informações:

  • Habilitar Controle de Acesso à Internet – Selecione esta opção para ativar a função de Controle do Acesso à Internet. Desta forma, as regras a serem criadas terão efeito nas configurações do roteador.
  • Nome da Regra – Exibe o nome da regra criada. Este nome deve ser diferente dos demais.
  • Computador – Exibe aqui o computador selecionado na regra correspondente.
  • Alvo – Exibe aqui o alvo selecionado na regra correspondente.
  • Horário – Exibe aqui o período selecionado na regra correspondente.
  • Ação – Exibe aqui a ação que o Roteador faz para lidar com os pacotes. As ações podem ser Permitida, que significa que o Roteador permitirá que os pacotes passem por ele, e Negada, que significa que o Roteador rejeitará os pacotes que passem por ele.
  • Estado – Este campo exibe o estado da regra. Habilitadosignifica que a regra está ativada.
  • Modificar – Aqui você pode Editar ou Apagar uma regra existente.

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as regras na lista.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as regras na lista.

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas da tabela.

Clique no botão Avançar para ir para a próxima página, ou clique no botão Voltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – ESTAÇÕES

Nesta página, você poderá definir uma lista de computadores que podem ser associados às configurações de regra de Controle de Acesso. As configurações para adição de computadores são simples, podendo ao administrador da rede associar tanto endereços IP como endereços MAC.

Nesta página, é possível visualizar as seguintes informações:

  • Descrição – exibe a descrição do computador adicionado. Esta descrição deve ser única para cada estação.
  • Tipo de endereço – exibe informações sobre o endereço definido nas configurações – MAC ou IP.
  • Modificar – permite Editar ou Apagar uma entrada existente.

Por exemplo: Se você desejar restringir as atividades da internet do computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. No campo Tipo de endereço, selecione a opção MAC.
  3. No campo Descrição do Computador, digite Computador_1.
  4. No campo Endereço MAC, digite 00-11-22-33-44-AA.
  5. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Em seguida você retornará à página principal e verá a seguinte lista:

ID Descrição Tipo de endereço Modificar
1 Computador_1 MAC: 00-11-22-33-44-AA Editar/Apagar

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

 

AJUDA SOBRE WIRELESS – SEGURANÇA

Utilize esta página para alterar configurações de segurança de sua rede sem fios. Não é recomendado que a rede fique sem uma senha de acesso definida, pois outros computadores poderão ter acesso não autorizado. Nesta página, você poderá selecionar uma das seguintes opções de segurança:

  • Desabilitar Segurança – A função de segurança do wireless pode ser habilitada ou desabilitada. Se for desabilitada, as estações wireless poderão conectar o Roteador sem criptografia. É fortemente recomendado que você escolha uma das seguintes opções para habilitar a segurança.
  • WEP – Opção de segurança recomendada caso haja na rede sem fios algum dispositivo que não suporte o protocolo WPA, que é mais seguro.
  • WPA/WPA2 – Selecione esta opção caso venha a utilizar um servidor de autenticação externo (RADIUS) baseado no protocolo padrão IEEE 802.1x. Esta opção é recomendada apenas para administradores de rede que têm conhecimento aprofundado no assunto.
  • WPA-PSK/WPA2-PSK – Opção ideal para a maioria dos usuários. Os protocolos WPA e WPA2 são os mais seguros no momento, e descomplicados em termos de configuração.

Cada opção de segurança tem suas próprias configurações:

WEP

Tipo – Você pode selecionar um dos seguintes tipos,

  • Automático – Selecione Chave Compartilhado ou Sistema Aberto tipo de autenticação automaticamente baseado na capacidade e no pedido da estação wireless.
  • Chave compartilhada – Selecione autenticação da Chave Compartilhada 802.11.
  • Sistema aberto – Selecione autenticação do Sistema Aberto 802.11.

Formato da Chave WEP – Você poderá selecionar o formato ASCII ouHexadecimal .O Formato ASCII representa qualquer combinação de caracteres do teclado na extensão especificada. O formato Hexadecimal representa qualquer combinação de dígitos hexadecimais (0-9, a-f, A-F) na extensão especificada.

Configurações da Chave WEP – Selecione uma das quatro chaves que será usada e entre com a informação da chave WEP adequada para sua rede no botão da chave do rádio selecionada .Estes valores devem ser idênticos em todas as estações wireless na sua rede.

Tipo de CHAVE – Você pode selecionar a extensão da chave WEP (64-bits, ou 128-bits, ou 152-bits.) para criptografia. “Desabilitado” significa que esta entrada de chave WEP é inválida.

  • Para criptografia de 64-bits – Você pode entrar 10 dígitos hexadecimais (qualquer combinação de 0-9, a-f, A-F, e a chave nula não é permitida) ou 5 caracteres ASCII.
  • Para criptografia de 128-bits – Você pode entrar 26 dígitos hexadecimais (qualquer combinação de 0-9, a-f, A-F, e chave nula não é permitida) ou 13 caracteres ASCII.
  • Para criptografia de 152-bits – Você pode entrar 32 caracteres hexadecimais (qualquer combinação de 0-9, a-f, A-F, e a chave nula não é permitida) ou 16 caracteres ASCII.

Nota: Se você não estabelecer a chave, a função de segurança wireless continuará desabilitada embora você selecione a Chave Compartilhada como Tipo de Autenticação.

WPA/WPA2

Versão –  Você pode selecionar uma das seguintes versões:

  • Automático – Seleciona WPA ou WPA2 automaticamente baseado na capacidade e no pedido da estação wireless.
  • WPA – Acesso Protegido Wi-Fi.
  • WPA2 – WPA versão 2.

Criptografia – Você poderá selecionar Automático, ou TKIP ou AES.

IP do Servidor Radius – Digite o endereço IP do Servidor Radius.

Porta Radius – Digite a porta que o serviço Radius utiliza.

Senha Radius – Digite a senha para o Servidor Radius.

Período de Atualização da Chave do Grupo – Especifique o intervalo em segundos da atualização da chave do grupo. O valor pode ser 0 ou pelo menos 30. Entre 0 para desabilitar a atualização.

WPA-PSK/WPA2-PSK

Versão –  Você poderá selecionar uma das seguintes versões:

  • Automático – Seleciona WPA-PSK ou WPA2-PSKautomaticamente baseado na capacidade e no pedido da estação wireless .
  • WPA-PSK – Chave pré-compartilhada de WPA.
  • WPA2-PSK – Chave pré-compartilhada de WPA2.

Criptografia – Você poderá selecionar Automático, ou TKIP ou AES.

Senha PSK – Você pode digitar caracteres tipo ASCII ou caracteresHexadecimais. Para caracteres Hexadecimais, a extensão da senha deve ser entre 8 e 64 caracteres. Para caracteres tipo ASCII, a extensão deve ser entre 8 e 63 caracteres.

Atualização de Chave do Grupo – Especifique o intervalo em segundos da atualização da chave de grupo. O valor pode ser 0 ou pelo menos 30. Digite 0 para desabilitar a atualização.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações realizadas.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – REGRAS

O Roteador fornece uma função de controle de acesso à internet robusto e adequado, que pode controlar as atividades na internet dos computadores conectados na rede local. Ainda, é possível combinar flexivelmente informações de EstaçõesAlvos e Horários para restringir a navegação destes computadores à Internet.

Por exemplo: Se você deseja permitir o computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA acessar o site http://www.google.com.brapenas das 18:00 às 20:00 aos Sábados e Domingos, e proibiroutros computadores da rede local de acessar a Internet, você deverá seguir as configurações abaixo:

  1. Clique em Estações do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de cadastro de computadores. Adicione uma nova entrada cuja descrição do computador seja Computador_1 e o endereço MAC 00-11-22-33-44-AA. As informações aqui representam a fonte de origem da regra.
  2. Clique em Alvos do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de cadastro de alvos. Adicione uma nova entrada com a descrição Alvo_1 e o nome do domíniohttp://www.google.com.br. As informações aqui representam a fonte de destino da regra.
  3. Clique em Horários do menu Controle de Acesso à esquerda para entrar na página de configurações de horários. Adicione uma nova entrada com a descrição Horario_1, selecione os diasSáb e Dom, defina nos campos Período Inicial 18:00 e Período Final 20:00. As informações aqui representam o tempo de atividade da regra.
  4. Clique em Regra do menu Controle de Acesso à esquerda para retornar para a página central de Regras. Selecione a opçãoHabilitar Controle de Acesso à Internet e marque o item“Negar o tráfego de pacotes não especificados pelas políticas de controle de acesso”.
  5. Clique no botão Adicionar para adicionar uma nova regra como segue:
  • No campo Nome da Regra, defina um nome para a nova regra criada, como Regra_1.
  • No campo Estação, selecione Computador_1.
  • No campo Alvo, selecione Alvo_1.
  • No campo Horário, selecione Horario_1.
  • No campo Ação, selecione Permitir.
  • No campo Estado, selecione Habilitado.
  • Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Ao retornar à página principal, será possível visualizar as seguintes informações:

ID Nome da Regra Computador Alvo Horário Ação Estado Modificar
1 Regra_1 Computador_1 Alvo_1 Horario_1 Permitir Habilitado Editar/Apagar

Nesta tela é possível visualizar as seguintes informações:

  • Habilitar Controle de Acesso à Internet – Selecione esta opção para ativar a função de Controle do Acesso à Internet. Desta forma, as regras a serem criadas terão efeito nas configurações do roteador.
  • Nome da Regra – Exibe o nome da regra criada. Este nome deve ser diferente dos demais.
  • Computador – Exibe aqui o computador selecionado na regra correspondente.
  • Alvo – Exibe aqui o alvo selecionado na regra correspondente.
  • Horário – Exibe aqui o período selecionado na regra correspondente.
  • Ação – Exibe aqui a ação que o Roteador faz para lidar com os pacotes. As ações podem ser Permitida, que significa que o Roteador permitirá que os pacotes passem por ele, e Negada, que significa que o Roteador rejeitará os pacotes que passem por ele.
  • Estado – Este campo exibe o estado da regra. Habilitadosignifica que a regra está ativada.
  • Modificar – Aqui você pode Editar ou Apagar uma regra existente.

Clique no botão Habilitar todos para ativar todas as regras na lista.

Clique no botão Desabilitar para desativar todas as regras na lista.

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas da tabela.

Clique no botão Avançar para ir para a próxima página, ou clique no botão Voltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – ESTAÇÕES

Nesta página, você poderá definir uma lista de computadores que podem ser associados às configurações de regra de Controle de Acesso. As configurações para adição de computadores são simples, podendo ao administrador da rede associar tanto endereços IP como endereços MAC.

Nesta página, é possível visualizar as seguintes informações:

  • Descrição – exibe a descrição do computador adicionado. Esta descrição deve ser única para cada estação.
  • Tipo de endereço – exibe informações sobre o endereço definido nas configurações – MAC ou IP.
  • Modificar – permite Editar ou Apagar uma entrada existente.

Por exemplo: Se você desejar restringir as atividades da internet do computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. No campo Tipo de endereço, selecione a opção MAC.
  3. No campo Descrição do Computador, digite Computador_1.
  4. No campo Endereço MAC, digite 00-11-22-33-44-AA.
  5. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Em seguida você retornará à página principal e verá a seguinte lista:

ID Descrição Tipo de endereço Modificar
1 Computador_1 MAC: 00-11-22-33-44-AA Editar/Apagar

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – ALVOS

Nesta página, é possível criar uma lista de alvos para serem adicionados às regras de Controle de Acesso. Alvos são computadores de destinos aos quais você pode permitir ou negar o acesso.

  • Descrição – exibe a descrição do alvo.
  • IP / Porta / Protocolo / Domínio – exibe as informações completas do alvo, que envolvem o seu endereço de IP, porta, ou o nome do domínio.
  • Modificar – opção que permite Editar ou Apagar uma entrada existente.

Por exemplo: Se você deseja restringir o acesso à internet do computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA apenas para o site http://www.google.com.br, siga as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. No campo Modo, selecione a opção Nome de Domínio na lista suspensa.
  3. No campo Descrição do Alvo, digite Alvo_1.
  4. No campo Domínios, digite http://www.google.com.br.
  5. Clique em Salvar para armazenar as configurações.

Ao retornar a página principal, você verá a seguinte lista:

ID Descrição IP / Porta / Protocolo / Domínio Modificar
1 Alvo_1 http://www.google.com.br Editar/Apagar

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE ACESSO – HORÁRIOS

Nesta página é possível definir entradas para horários, que tem por objetivo controlar as atividades da internet dos computadores de forma flexível, determinando períodos de ativação para as regras de controle de acesso criadas.

  • Descrição – exibe a descrição do horário criado. Esta descrição deve ser única para cada entrada.
  • Dias – exibe o(s) dia(s) em que a entrada será válida.
  • Período – exibe o tempo definido para a entrada, que combinado aos dias selecionados, irá determinar a validação da regra.
  • Modificar – É possível editar ou apagar uma entrada existente.

Exemplo de aplicação: Se você desejar restringir as atividades da internet do computador com endereço MAC 00-11-22-33-44-AA para acessar apenas o site http://www.google.com.br das 18h00 às 20h00 aos Sábados e Domingos, primeiro você deve seguir as orientações abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. No campo Descrição, digite Horário_1.
  3. No campo Dias, escolha a opção Selecionar Dias, e selecione as opções Sáb e Dom.
  4. No campo Período, digite 1800 em Período Inicial e 2000 emPeríodo Final.
  5. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Ao retornar para a página principal de Horários, você verá as seguintes informações:

ID Descrição Dias Período Modificar
1 Horário_1 Sáb Dom 18:00 – 20:00 Editar/Apagar

Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas na tabela.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE ROTEAMENTO – ROTAS ESTÁTICAS

Uma rota estática é um caminho manualmente determinado nas configurações do roteador para que o mesmo possa se comunicar com uma rede IP diferente da que está determinada em sua interface de rede local. Esta função pode ser útil caso outros roteadores estejam conectados na rede local deste roteador.

Para adicionar entradas de rotas estáticas, siga os procedimentos abaixo:

  1. Clique no botão Adicionar.
  2. Na página de configuração de rotas, preencha os seguintes campos:
    • Endereço IP de Destino – digite o endereço IP da rede ou do computador de destino que se deseja atingir através do Gateway Padrão a ser definido. Pode ser um endereço de rede (ex.: 172.16.0.0) ou um endereço de estação (ex.: 172.16.1.1).
    • Máscara de Sub-Rede – Digite a máscara de rede correspondente ao endereço IP de destino definido acima. Ela definirá a porção correspondente à rede e às estações que se desejam ser atingidas pela rota estática. As máscaras de rede “cheias” possíveis são 255.0.0.0, 255.255.0.0 ou 255.255.255.0.
    • Gateway Padrão – Este é o endereço IP do computador ou roteador que detém a gestão da rede IP de destino que deseja-se atingir.
  3. Selecione a opção Habilitado para ativar a rota estática.
  4. Clique no botão Salvar para armanezar as configurações.

Para modificar ou apagar uma entrada existente:

  1. Localize a rota a ser alterada.
  2. Clique em Modificar ou Apagar para alterar a rota desejada.

Clique no botão Habilitar todos para habilitar todas as entradas.

Clique no botão Desabilitar para desabilitar todas as entradas.

Clique no botão Apagar todos para deletar todas as entradas.

AJUDA SOBRE ROTEAMENTO – TABELA DO SISTEMA

A tabela de roteamento do sistema exibe todas as entradas da rotas válidas em uso.

Clique no botão Atualizar para renovar os dados exibidos.

  • Endereço IP de Destino – exibe o endereço da rede ou do computador que está sendo atingido pela rota em questão, seja ela dinâmica (criada pelo sistema) ou estática (criada manualmente).
  • Máscara de Sub-Rede – exibe a máscara de sub-rede correspondente ao endereço IP de destino ao lado.
  • Gateway Padrão – endereço IP do equipamento de gateway que permite o contato entre o Roteador e a rede ou o computador de destino.
  • Interface – informação que determina se o endereço IP de destino está localizado na LAN & WLAN (rede interna com fio e redes sem fio), ou interface WAN (Internet).

AJUDA SOBRE CONTROLE DE BANDA – PARÂMETROS

Nesta página é possível habilitar e definir os parâmetros para Controle de Banda do roteador.

Os parâmetros de Controle de Banda são úteis para determinar a capacidade de transmissão e recepção de seu link de internet, e serão usados para limitar ou dedicar determinada capacidade de conexão de forma personalizada para cada computador da rede local.

  • Habilitar Controle de Banda – Marque esta opção caso queira ativar as configurações de controle de banda.
  • Velocidade de Saída – Velocidade de transmissão disponível na porta WAN do Roteador. Corresponde à velocidade de upload do seu link de internet.
  • Velocidade de Entrada – Velocidade de recepção disponível na porta WAN do Roteador. Corresponde à velocidade de downloaddo seu link de internet.

Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

AJUDA SOBRE CONTROLE DE BANDA – REGRAS

Através desta página é possível criar regras personalizadas de controle de banda para cada estação conectada na interface LAN do roteador.

Esta página exibe a lista de regras de Controle de Banda criadas. As informações disponíveis são:

  • ID – Sequência de entrada.
  • Descrição – Informação de descrição que inclui a série de endereços, a série de portas e protocolos da camada de transporte utilizados na regra.
  • Velocidade de Saída (Kbps) – Velocidade máxima para transmissão de pacotes no link de internet. Valor padrão é 0.
  • Velocidade de Entrada (Kbps) – Velocidade máxima para recepção de pacotes no link de internet. Valor padrão é 0.
  • Habilitar – Marque esta opção para ativar a regra recém adicionada.
  • Modificar – É possível Editar ou Apagar uma entrada existente.

Clique no botão Adicionar para criar uma nova regra de Controle de Banda.

AJUDA SOBRE PROTEÇÃO ARP – VINCULAR IP & MAC

A função Proteção ARP é útil para o controle do acesso em nível de endereços dos computadores na rede local. Esta proteção evita ataques de roubo de identidade na rede, onde um computador pode tentar se passar por outro, a fim de obter acessos não autorizados.

Através das configurações desta página, é possível definir com que o Roteador estabeleça uma regra de reconhecimento de pacotes transmitidos com base nos endereços MAC e IP de um computador escolhido. Ao vincular os endereços MAC e IP de um computador nas configurações, o Roteador só permitirá o tráfego dos pacotes oriundos destes endereços caso a origem dos mesmos esteja relacionada ao endereço MAC E endereço IP vinculados.

Exemplo de aplicação: Foi vinculado o endereço IP 192.168.1.4 para o endereço MAC 00-E0-4C-00-07-BE. Caso um computador tente se conectar na rede com o endereço IP 192.168.1.4, mas que tenha um endereço MAC diferente do vinculado, os pacotes deste computador serão descartados pelo roteador.

  • Proteção ARP – Selecione a opção Habilitado para ativar os vínculos de controle de endereços IP & MAC.
  • Endereço MAC – Exibe o endereço MAC vinculado ao endereço IP ao lado direito.
  • Endereço IP – Exibe o endereço IP vinculado ao endereço MAC ao lado esquerdo.
  • Vincular – Marque esta opção para habilitar o vínculo dos endereços IP e MAC ao lado.
  • Modificar – É possível Editar ou Apagar uma entrada existente.
  • Adicionar – Clique para criar uma nova entrada para a tabela.
  • Habilitar todos – Clique para habilitar todas as entradas.
  • Desabilitar – Clique para desabilitar todas as entradas.
  • Apagar todos – Clique para apagar todas as entradas existentes. 
  • Procurar – Clique para descobrir uma entrada existente que você deseja utilizar.

Exemplo: Se você deseja vincular o endereço IP 192.168.1.4 para o computador com endereço MAC 00-E0-4C-00-07-BE e manter outros computadores impossibilitados de usar este endereço, marque a opção Proteger ARP, clique no botão Adicionar, insira uma nova entrada na tabela ARP, e marque a opção Vinclular.

ID Endereço MAC Endereço IP Vincular Modificar
1 00-E0-4C-00-07-BE 192.168.1.4 Editar  Apagar

AJUDA SOBRE PROTEÇÃO ARP – VINCULAR IP & MAC

A função Proteção ARP é útil para o controle do acesso em nível de endereços dos computadores na rede local. Esta proteção evita ataques de roubo de identidade na rede, onde um computador pode tentar se passar por outro, a fim de obter acessos não autorizados.

Através das configurações desta página, é possível definir com que o Roteador estabeleça uma regra de reconhecimento de pacotes transmitidos com base nos endereços MAC e IP de um computador escolhido. Ao vincular os endereços MAC e IP de um computador nas configurações, o Roteador só permitirá o tráfego dos pacotes oriundos destes endereços caso a origem dos mesmos esteja relacionada ao endereço MAC E endereço IP vinculados.

Exemplo de aplicação: Foi vinculado o endereço IP 192.168.1.4 para o endereço MAC 00-E0-4C-00-07-BE. Caso um computador tente se conectar na rede com o endereço IP 192.168.1.4, mas que tenha um endereço MAC diferente do vinculado, os pacotes deste computador serão descartados pelo roteador.

  • Proteção ARP – Selecione a opção Habilitado para ativar os vínculos de controle de endereços IP & MAC.
  • Endereço MAC – Exibe o endereço MAC vinculado ao endereço IP ao lado direito.
  • Endereço IP – Exibe o endereço IP vinculado ao endereço MAC ao lado esquerdo.
  • Vincular – Marque esta opção para habilitar o vínculo dos endereços IP e MAC ao lado.
  • Modificar – É possível Editar ou Apagar uma entrada existente.
  • Adicionar – Clique para criar uma nova entrada para a tabela.
  • Habilitar todos – Clique para habilitar todas as entradas.
  • Desabilitar – Clique para desabilitar todas as entradas.
  • Apagar todos – Clique para apagar todas as entradas existentes. 
  • Procurar – Clique para descobrir uma entrada existente que você deseja utilizar.

Exemplo: Se você deseja vincular o endereço IP 192.168.1.4 para o computador com endereço MAC 00-E0-4C-00-07-BE e manter outros computadores impossibilitados de usar este endereço, marque a opção Proteger ARP, clique no botão Adicionar, insira uma nova entrada na tabela ARP, e marque a opção Vinclular.

ID Endereço MAC Endereço IP Vincular Modificar
1 00-E0-4C-00-07-BE 192.168.1.4 Editar  Apagar

AJUDA SOBRE PROTEÇÃO ARP – TABELA

Nesta página é possível visualizar os endereços IP e seus respectivos endereços MAC associados. Também é possível usar os botões Carregar e Apagar para gerenciar a tabela.

  • Endereço MAC – Exibe o endereço MAC do computador controlado.
  • Endereço IP – Exibe o endereço IP do computador controlado.
  • Estado – Indica se o MAC e o endereço IP estão vinculados ou não.
  • Configuração – Possibilita Carregar ou Apagar um item da tabela.
    • Carregar – Transporta a linha selecionada para a página de configurações Vincular IP & MAC.
    • Apagar – Apaga o item da lista.

Vincular todos – Vincula todos os itens da tabela. Esta opção será apenas disponível quando a Proteção ARP for habilitada e salva na página de configuração principal.

Carregar todos – Transporta toda a tabela para a página de configurações Vincular IP & MAC.

Atualizar – Clique neste botão para atualizar as informações exibidas na tela.

AJUDA SOBRE DNS DINÂMICO – DYNDNS

O Roteador possibilita ao usuário utilizar o recurso de Nome de Domínio Dinâmico (DDNS). Este recurso permite atribuir a um computador fixo um nome de domínio para um endereço de IP de Internet dinâmico. É útil quando você deseja hospedar seu próprio website, servidor FTP, ou outro servidor que esteja conectado “atrás” do Roteador. Antes de usar esta ferramenta, será necessário criar uma conta com provedores de serviço DDNS, tal como o DynDNS (www.dyndns.org).

Exemplo de aplicação: você possui uma página WEB em seu computador e deseja que a mesma seja acessada por outros usuários conectados na Internet. Visto que seu computador utiliza um endereço IP inválido para acessar a internet, a única possibilidade de usuários externos acessarem seu servidor é através do seu endereço IP válido de internet. Entretanto, normalmente este endereço mudaconstantemente (por ser “dinâmico”), dificultando usuários externos de obterem acesso ao seu servidor. O protocolo DDNS permite com que seu servidor WEB seja acessado através de um nome personalizado, imutável, que automaticamente reconhece o seu endereço IP de internet e permite com que usuários externos sempre acessem seu servidor WEB com o mesmo nome de domínio.

Para configurar o protocolo DDNS do roteador, siga as orientações abaixo:

Se seu Provedor DDNS selecionado é o DynDNS (www.dyndns.org).

  1. Digite o Nome de Usuário da sua conta DDNS.
  2. Digite a Senha da sua conta DDNS.
  3. Digite o nome de domínio no campo Endereço Domínio (URL)que você recebeu do seu provedor DDNS.
  4. Marque a opção Habilitar DDNS.
  5. Clique no botão Conectar para conectar o serviço DDNS.

Estado da Conexão – Exibe o estado da conexão do serviço DDNS.

Clique em Desconectar para se desconectar do serviço DDNS.

Nota: Se você quiser se conectar com outra conta depois de ter estabelecido uma conexão com sucesso, clique no botão Desconectar, e depois entre com o seu novo nome de usuário e senha, para então clicar no botão Conectar.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – RELÓGIO

Esta página permitirá definir as configurações do relógio do sistema de forma manual ou automática, através da configuração de sincronização do relógio com servidores NTP disponível na Internet.

Fuso Horário – Selecione sua localidade na lista suspensa.

Para configurar o relógio manualmente:

  1. Selecione seu Fuso Horário local.
  2. Digite as informações da Data no formato Mês/Dia/Ano.
  3. Digite as informações de Hora no formato Hora/Minuto/Segundo.
  4. Clique no botão Salvar para armazenar as configurações.

Para sincronização automática do relógio:

  1. Digite o endereço do Servidor NTP.
  2. Clique no botão Obter GMT para obter o horário médio de Greenwich (GMT – padrão de hora) da Internet.

Nota:

  1. Esta configuração será usada para algumas funções baseadas no relógio do sistema, tais como funções de Firewall. Estas funções dependentes do relógio não funcionarão corretamente se o relógio não for corretamente configurado.
  2. As configurações do Relógio serão perdidas se o Roteador for desligado.
  3. O Roteador irá obter automaticamente o horário GMT da Internet se for configurado de acordo.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – DIAGNÓSTICO

As ferramentas de diagnóstico (Ping e Traceroute) permitem verificar as conexões físicas dos computadores conectados em sua rede local. São testes que permitem averiguar se um link está ativo ou não.

Ferramenta de Diagnóstico – Selecione entre as opções:

  • Ping – Esta ferramenta de diagnóstico resolve o problema de conectividade, analisa o alcance, e a resolução do nome para um dado computador ou gateway usando um pacote de “pedido de eco obrigatório” do Protocolo de Controle de Mensagem Internet (ICMP) para extrair uma Resposta de eco ICMP de um computador ou gateway de destino. Você pode usar o ping para testar ambos o endereço IP numérico ou o nome do domínio. Se é possível obter respostas do endereço IP, mas não do domínio, provavelmente há algum problema nas configurações de DNS do roteador.
  • Traceroute – Esta ferramenta de diagnóstico determina o caminho levado para um dado computador enviando mensagens do pedido de eco do Protocolo de Controle de Mensagem Internet (ICMP)com variação dos valores de “Tempo de Vida” (TTL) para o destino. Cada gateway ao longo do caminho é exigido para reduzir o TTL num Pacote IP por pelo menos 1 antes do envio. Efetivamente, o TTL é um contador máximo de link. Quando o TTL num pacote alcançar 0, o gateway deverá retornar uma resposta de Tempo excedente do ICMP para seu Roteador. O Traceroute determina o caminho enviando a primeira mensagem do pedido do eco com um TTL de 1 e incrementando o TTL por 1 sobre cada transmissão subseqüente até que o alvo responda ou que o número máximo de saltos seja alcançado. O número máximo de saltos é 20 por padrão e pode ser especificado no campo “TTL Máximo de Traceroute”. O caminho é determinado examinando as mensagens do Tempo Excedente do ICMP retornadas por gateways intermediários e a mensagem de reply do eco retornada pelo destino. Entretanto, alguns gateways não retornam as mensagens do Tempo Excedente para pacotes com valores TTL expirados e são invisíveis para a ferramenta do traceroute. Neste caso, uma fila de asteriscos (*) é exibida para aquele salto.

Endereço IP / Domínio – Digite o Endereço IP ou Nome do Domínio do computador cuja conexão você deseja diagnosticar.

Número de Ping – Digite a quantidade de mensagens do pedido do Eco a ser enviado. O valor padrão é 4.

Tamanho do Pacote – Digite o número de dados em Bytes a ser enviado. O padrão valor é 64.

Tempo limite – Tempo para aguardar uma resposta, em milisegundos. O valor padrão é 800.

Traceroute Máximo (TTL) – Estabelece o número máximo de saltos (TTL máximo a ser alcançado) no caminho para buscar o alvo (destino). O valor padrão é 20.

Clique no botão Iniciar para iniciar o procedimento de diagnóstico.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – FIRMWARE

Para fazer a atualização do software (firmware) do Roteador, siga as instruções abaixo:

  1. Realize o download do arquivo para atualização de firmware mais recente no site ( www.tp-link.com ).
  2. Clique no botão Selecionar Arquivo e localize a imagem da firmware recém copiada do site TP-LINK.com.
  3. Clique no botão Atualizar para iniciar o processo de atualização do sistema.
  4. O Roteador irá reiniciar enquanto o processo de atualização é finalizado.

Versão atual de Firmware – Exibe a versão atual do software do sistema.

Versão de Hardware – Exibe a versão atual do hardware. Esta informação é importante para verificar qual versão de firmware copiar do site, visto que há diferentes arquivos disponíveis para download.

Nota: A versão do firmware deve corresponder ao hardware. O processo de atualização leva poucos tempo para ser concluída, e o Roteador irá reiniciar automaticamente quando o processo for finalizado. É imprescindível manter o roteador ligado durante todo o período de atualização. Caso haja perda de energia durante o processo, o roteador poderá ser danificado.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – RESTAURAR SISTEMA

Clique no botão Restaurar para restabelecer todas as configurações de fábrica do roteador. Esta opção torna-se útil quando as configurações realizadas estão em desacordo com os requerimentos mínimos para o bom funcionamento do sistema.

Observação: Anote as informações abaixo para acessar novamente esta página de configurações, visto que ao reinício do sistema, TODAS AS CONFIGURAÇÕES SERÃO PERDIDAS.

  • Nome de Usuário Padrão – admin.
  • Senha Padrão – admin.
  • Endereço Padrão – 192.168.1.1.
  • Máscara de Sub-rede Padrão – 255.255.255.0.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – SALVAR CONFIGURAÇÕES

Clique no botão Salvar para armazenar todas configurações do Roteador para o HD de seu computador, gerando um arquivo automático que pode ser recuperado posteriormente.

Para restaurar as configurações previamente salvas do Roteador, siga as instruções abaixo:

  • Clique no botão Selecionar arquivo para encontrar o arquivo salvo (backup) que você quer restaurar.
  • Clique no botão Restaurar para atualizar a configuração com o arquivo cujo caminho é aquele que você entrou ou selecionou no espaço vazio.

Nota: A atual configuração será sobreposta pela configuração do arquivo carregado. O processo de restauração dura 20 segundos e o Roteador irá reiniciar automaticamente em seguida. Mantenha o Roteador ligado durante todo o processo.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – REINICIAR

Clique no botão Reiniciar para reiniciar o sistema do Roteador.

Algumas configurações do Roteador farão efeito apenas após a reinicialização, o que inclui:

  • Alterar o endereço IP da interface LAN.
  • Alterar as configurações do servidor DHCP.
  • Alterar as configurações da interface Wireless.
  • Alterar a Porta de Gestão Web.
  • Atualizar o firmware do Roteador (o sistema irá reiniciar automaticamente).
  • Restaurar as configurações do Roteador para os estados de fábrica (o sistema irá reiniciar automaticamente).
  • Restaurar configurações previamente salvas (o sistema irá reiniciar automaticamente).

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – USUÁRIO E SENHA

É recomendado que você altere o Nome de Usuário e Senha padrões de fábrica do roteador. Todos os usuários que tentarem acessar esta interface de gerenciamento serão questionados a digitar estas informações, o que impedirá o acesso de pessoas não autorizadas.

Nota: O novo Nome de Usuário e a nova Senha não devem exceder 14 caracteres de extensão, e não devem incluir espaços. Digite a novaSenha duas vezes para confirmá-la.

Clique no botão Salvar para armazenar as alterações.

Clique no botão Limpar para apagar as informações.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – HISTÓRICO

Através desta página é possível visualizar o histórico de eventos do sistema, muito útil para averiguar informações sobre o estado de funcionamento das funcionalidades do Roteador.

  • Histórico por E-Mail – Indica se a função de receber informações do histórico por e-mail está ativada ou não.
  • E-Mail – Permite realizar a configuração do endereço da caixa de e-mail para receber e enviar mensagem de histórico.
  • Tipo – Ao selecionar o tipo de histórico, apenas as informações características do tipo selecionado irão aparecer na tela.
  • Nível – Ao selecionar o nível de histórico, apenas as informações características do nível selecionado irão aparecer na tela.
  • Atualizar – Renova as informações da página para exibir a última lista de históricos recentes.
  • Salvar – Clique para armazenar todas as informações de histórico em um arquivo TXT.
  • Receber E-Mail – Clique para enviar um e-mail dos históricos atuais manualmente, de acordo com o endereço e a informação da validação estabelecidos nas configurações de E-Mail.
  • Limpar – Todos as informações da tela serão apagadas do Roteador permanentemente, e não apenas da página.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – HISTÓRICO

Através desta página é possível visualizar o histórico de eventos do sistema, muito útil para averiguar informações sobre o estado de funcionamento das funcionalidades do Roteador.

  • Histórico por E-Mail – Indica se a função de receber informações do histórico por e-mail está ativada ou não.
  • E-Mail – Permite realizar a configuração do endereço da caixa de e-mail para receber e enviar mensagem de histórico.
  • Tipo – Ao selecionar o tipo de histórico, apenas as informações características do tipo selecionado irão aparecer na tela.
  • Nível – Ao selecionar o nível de histórico, apenas as informações características do nível selecionado irão aparecer na tela.
  • Atualizar – Renova as informações da página para exibir a última lista de históricos recentes.
  • Salvar – Clique para armazenar todas as informações de histórico em um arquivo TXT.
  • Receber E-Mail – Clique para enviar um e-mail dos históricos atuais manualmente, de acordo com o endereço e a informação da validação estabelecidos nas configurações de E-Mail.
  • Limpar – Todos as informações da tela serão apagadas do Roteador permanentemente, e não apenas da página.

Clique no botão Avançar para ir à próxima página, ou clique no botãoVoltar para retornar à página anterior.

AJUDA SOBRE FERRAMENTAS DO SISTEMA – ESTATÍSTICAS

Esta página exibe o tráfego de rede de cada computador conectado na rede local. As informações são úteis para averiguar se existe algum problema relacionado, como um computador disparando pacotes na rede ininterruptamente, o que pode causar lentidão ou o travamento da mesma.

  • Estado da função – Define se as estatísticas serão exibidas na tela ou não. O valor padrão é Desabilitado. Para ativar a função, clique no botão Habilitar. Se a função de estatísticas estiver desabilitada, a ferramenta de Proteção DoS nas configurações do Firewall não irá funcionar.
  • Intervalo de Atualização – O valor padrão é 10. Selecione um intervalo entre 5 a 60 segundos na lista suspensa. Este intervalo irá determinar a atualização das informações exibidas na tela.
  • Classificar por– Escolha como as estatísticas serão exibidas na tela, baseado nas opções de visualização ao lado.
  • Marque a opção Atualizar automaticamente para renovar de forma automática as informações exibidas na tela.
  • Clique no botão Atualizar para renovar as informações exibidas.
  • Clique no botão Redefinir para zerar os valores de todas as entradas exibidas na tela.
  • Clique no botão Apagar todos para apagar todas as entradas da tabela.

Tabela de informações

  • Endereço IP / Endereço MAC – Exibe o endereço IP e o endereço MAC dos computadores, juntamente com suas estatísticas de tráfego relacionadas.
  • Total
    • Pacotes – Número total de pacotes recebidos e transmitidos pelo Roteador.
    • Bytes – Número total de bytes recebidos e transmitidos pelo Roteador.
  • Atual
    • Pacotes – O número total de pacotes recebidos e transmitidos no último intervalo definido em segundos.
    • Bytes – O número total de bytes recebidos e transmitidos no último intervalo definido em segundos.
    • ICMP Tx – O número de pacotes ICMP transmitidos para a internet, por segundo, no intervalo especificado.
    • UDP Tx – O número de pacotes UDP transmitidos para para a internet, por segundo, no intervalo especificado.
    • TCP SYN Tx – O número de pacotes TCP SYN transmitidos para a internet, por segundo, no intervalo especificado.
  • Modificar
    • Redefinir – Zera os valores da entrada selecionada na tabela.
    • Apagar – Apaga a entrada existente selecionada na tabela.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: