Segundo o alerta da empresa de segurança “BitDefender”, a morte de Muammar Kadhafi tem sido utilizada para a propagação de ficheiros com vírus e outros malwares.

 

De acordo com o comunicado da empresa, «A maior parte destas fraudes está a ser distribuída através das redes sociais como o Twitter, onde os ciberdelinquentes criaram falsos perfis para enviar mensagens que contêm links maliciosos».

De entre os métodos utilizados a empresa refere «as mensagens anunciam a morte de Kadhafi e incluem um link que, em teoria, daria acesso ao vídeo onde se mostra como morreu Kadhafi. Na realidade, contudo, esses links conduzem ao download de diferentes exemplares de malware».

Estes actos são frequentes na morte de celebridades ou personalidades, como na recente vaga de ataques sob a morte de Steve jobs e Amy Winehouse.

 

BitDefender aconselha todos os utilizadores a terem atenção antes de acederem a site de notícias sobre a morte do ex-líder da Líbia.

Leia mais em: http://tugatech.com.pt/t6303-morte-de-kadhafi-proporciona-ataques-de-malware#ixzz1bnHkuQHs

Anúncios