POP ou IMAP, qual o melhor?

Uma dúvida comum é quanto a que tipo de servidor usar: POP ou IMAP? Mas, afinal, o que é cada um e quais as vantagens deste sobre o outro?

E-Mail

 
POP
Para muitos sistemas, é inviável manter um sistema completo para uso de correio eletrónico: servidor de e-mail, verificações de vírus, servidor de caixas postais, etc. Além, é claro, de termos o factor conexão, onde nem todas as máquinas têm condições de estar permanentemente ligadas à internet.

Independente de todos estes factores, é interessante e muito útil a possibilidade de gerir mensagens de correio eletrónico a partir dessas máquinas e usar o cliente de e-mail (User Agent – UA) disponível para esta tarefa. São exemplos de clientes o Microsoft Outlook, o Mozilla Thunderbird, o Eudora, entre outros.

Para resolver esse problema de uso de e-mail em uma máquina menos poderosa, foram criados servidores (Messsage Transfer Agent – MTA) que disponibilizam mailboxes para e-mail. O protocolo POP (Post Office Protocol), na versão 3 (POP3), permite que as estações acedam a essas caixas de forma dinâmica e útil. Assim, o protocolo POP3 é usado para permitir que estações de trabalho descarreguem mensagens de e-mail de um servidor que as armazena.

O protocolo POP3 não tem por objectivo permitir a manipulaçãos de mensagens no servidor e por isso considera-se o seu funcionamento como offline. A intenção é permitir que as mensagens sejam descarregadas, exactamente como são, sem modificações, e só então manipuladas. Este protocolo é especialmente útil para utilizadores em que o em que o custo da ligação é proporcional ao tempo da mesma. A definição e regulamentação do protocolo POP3 é dada pela RFC 1939.

IMAP vs POP

IMAP
O protocolo IMAP (Internet Message Access Protocol), na sua versão 4, revisão 1 (IMAP4rev1), permite que um cliente aceda e manipule mensagens de correio eletrónico disponíveis num servidor.

Este protocolo permite a manipulação de pastas remotas, mailboxes, de maneira funcionalmente equivalente à de pastas locais. O protocolo IMAP4rev1 também disponibiliza mecanismos capazes de fazer com que clientes offline possam re-sincronizar as suas pastas com o servidor.

São disponibilizadas operações para criação, eliminação, renomeação de mailboxes; verificação de novas mensagens; remoção permanente de mensagens; pesquisa; recuperação selectiva de atributos, textos e partes de mensagens. As mensagens são acedidas individualmente através de números que são ou sequenciais ou identificadores únicos para cada mensagem.

O protocolo IMAP, assim como o POP, não pode ser usado para enviar mensagens, apenas para descarregá-las. O envio de mensagens deve ser feito com o uso de um servidor SMTP, como o Postfix, por exemplo. A definição e regulamentação do protocolo IMAP4rev1 é dada pela RFC 3501.

Estou a pensar criar um servidor, com que protocolo?
Se pretende instalar um servidor para uso pessoal ou dentro de uma pequena-média empresa, o protocolo IMAP é o mais aconselhável. Se o seu uso será mais abrangente, como o de um fornecedor de acesso, o protocolo POP é mais aconselhável.

O POP, devido à quantidade reduzida de funções e recursos é bem mais leve do que o IMAP. É por isso que a maioria das empresas não fornecem o serviço IMAP gratuitamente mas através de uma subscrição, paga.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: